Chá verde: 8 motivos para você tomá-lo todos os dias

showroom_cortinas_1
Eleitores têm até a próxima quarta para regularizar título
14 de maio de 2014
showroom_persianas_8
Veja 10 sinais de que você pode ter intolerância à lactose
20 de maio de 2014

Chá verde: 8 motivos para você tomá-lo todos os dias

home__zoom4
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A lista de benefícios dessa bebida é grande: ela faz bem à memória, ao coração, ao humor… Saiba por que você deve incluí-la na rotina e aprenda o jeito certo de consumi-la.

Por que tomar chá verde?Conhecido no Japão como sen-chá, esse é um daqueles alimentos que precisa estar no cardápio de todo mundo que se preocupa com a saúde. É que ele atua na prevenção de diversos males que colocam o corpo em risco: doenças neurodegenerativas e cardiovasculares, osteoporose e até câncer. Mas, para tirar proveito de tudo isso, é preciso ingeri-lo diariamente. “O ideal é tomar cerca de 3 xícaras de 200 ml ao dia”, recomenda a nutricionista Márcia Nishiyama, professora da Universidade Federal da Fronteira do Sul (UFFS), no Paraná.

Confira a seguir oito benefícios da bebida para a sua saúde.

Melhorar a memória
“Esse alimento é rico em catequinas, que têm ação antioxidante e melhoram a comunicação entre os neurônios, além de evitar que eles envelheçam”, explica a nutróloga Valéria Goulart, coordenadora da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran).

Recentemente, um time de especialistas da Universidade de Basel, na Suíça, constatou que a Camellia sinensis (planta que dá origem ao chá verde) melhoraria a saúde cognitiva, especialmente no que se refere à capacidade de gravar informações. Após ingerir um líquido contendo 27,5 gramas de extrato de chá verde, os participantes da pesquisa obtiveram notas melhores em um teste de memória. Mas, segundo Márcia Nishiyama, a quantidade do alimento usada no trabalho suíço parece exagerada. “Isso daria, mais ou menos, 15 sachês por dia”, calcula. Sabe-se que abusar da bebida pode fazer mal a órgãos como fígado e rins. Fique com 3 sachês diários.

Aumentar a concentração
Por conter cafeína, o chá verde faz com que a pessoa fique mais atenta e alerta. Segundo um estudo holandês, publicado no renomado periódico American Journal of Clinical Nutrition, tomar chá pode conferir mais concentração. Os participantes que ingeriram de 2 a 3 xícaras da bebida num período de 90 minutos se sentiram mais focados em testes realizados no levantamento. E isso vale também para o chá verde.

Ter ossos saudáveis
Graças às altas doses de polifenóis – antioxidantes benéficos à saúde -, o chá verde deixa a estrutura óssea firme e forte, afastando males como artrite e osteoporose. Pelo menos foi o que demonstraram dois estudos publicados no American Journal of Clinical Nutrition. Em um deles, o consumo desse chá foi associado a um risco 50% menor de homens e mulheres sofrerem fraturas no quadril após os 50 anos de idade. No outro, 150 voluntárias que já haviam passado pela menopausa tomaram entre 4 e 6 xícaras diárias da bebida. Com isso, os cientistas notaram, entre outras coisas, uma melhora na formação óssea e uma redução dos processos inflamatórios que podem danificar o esqueleto.

Perder peso
O chá verde, se associado a hábitos saudáveis e exercícios físicos, ajuda na perda de peso, pois tem ação termogênica. E novas pesquisas vêm endossar a ação emagrecedora da bebida. Uma investigação da Universidade Maastricht, na Holanda, concluiu que as catequinas e a cafeína presentes no chá aceleram a queima calórica, ajudando, assim, na redução de peso. Em outro estudo – esse das universidades de Surray e Glasgow, ambas no Reino Unido -, indivíduos que incluíram o chá verde na dieta perderam quase dois quilos em 12 semanas.

Reduzir o risco de câncer
As responsáveis por esse benefício são elas de novo: as substâncias antioxidantes, que protegem as células contra os danos dos radicais livres, moléculas que prejudicam o equilíbrio celular e abrem portas para males como câncer e Alzheimer.

Diversos artigos científicos já demonstraram que o chá verde é excelente em termos de ação anticâncer. De acordo com a nutróloga da Abran, as catequinas merecem destaque. “É que elas atingem a célula maligna em desenvolvimento”, pontua. Estudos apontam que a bebida afastaria tumores no trato gastrointestinal, nos pulmões, nas mamas e inclusive na pele.

Proteger o coração
Outro talento do chá verde é blindar o peito. Dessa vez, o mérito é dos flavonoides, que também têm ação antioxidante e agem em defesa das células. Além de aumentar a produção de óxido nítrico – substância importante para a redução da pressão arterial -, eles resguardam a parede interna dos vasos de lesões, afastando uma série de encrencas. “Estudos mostram ainda que os flavonoides do chá verde contribuem para a redução do colesterol”, lembra o fisiopatologista Antonio Sanjuliani, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

Prevenir derrame
Uma pesquisa do Centro Cerebral e Cardiovascular Nacional do Japão concluiu que o hábito de beber chá verde e café diminui a probabilidade de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Os cientistas acompanharam, por 13 anos, cerca de 83 mil japoneses com idades entre 45 e 74 anos. Os resultados apontaram que aqueles que tomavam pelo menos 4 xícaras por dia apresentavam um risco até 30% menor de passar por um AVC. Os autores do estudo acreditam que isso se deve – mais uma vez – à ação anti-inflamatória e antioxidante das catequinas.

Para Antonio Sanjuliani, a maior liberação de óxido nítrico graças aos flavonoides do chá verde e a consequente redução da pressão arterial seriam a origem do benefício. “A hipertensão é a principal causa de derrame”, afirma.

Melhorar o humor
Quando você não estiver nos seus melhores dias, tome chá verde. É que a bebida possui um aminoácido chamado L-theanina, que age no cérebro liberando neurotransmissores que aumentam a sensação de bem-estar. “Ela eleva a liberação de serotonina, ligada ao prazer”, diz Valéria Goulart.

O jeito certo de consumi-lo: Evite as versões prontas, pois elas carregam muito açúcar e poucas substâncias do bem. O melhor é preparar a bebida diretamente das folhas da Camellia sinensis (que você pode encontrar em lojas de produtos naturais) ou a partir de sachês. Assim, mais compostos bioativos são liberados e há um aproveitamento maior das benesses que esse alimento oferece.

Se você não é fã do sabor amargo do chá verde, saiba que há uma forma certa de prepará-lo. Para começar, não deixe a água ferver. Assim que observar as primeiras bolhas de fervura, desligue o fogo. Em seguida, jogue as folhas – ou 1 sachê – em uma xícara e despeje 200 ml de água. Mexa e tampe o recipiente por até cinco minutos. “Se passar disso, as folhas vão liberar muito tanino, substância responsável pelo gosto amargo”, esclarece Márcia.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/
Por Luiza Monteiro

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
ORÇAMENTO
× Clique e Fale por WhatsApp